Granus Anast Indefinido

Artigo por Dr. Israel Alves Rabello e Dr. Felipe Neves Ferreira em 02/02/2015

Residente: Dr. Israel Alves Rabello e Dr. Felipe Neves Ferreira

Hospital: Felício Rocho

Preceptores: Dr.Edivaldo Fraga Moreira, Dr.Paulo Fernando Souto Bittencourt, Dra.Patrícia Coelho Fraga Moreira, Dr. Luiz Ronaldo Alberti

CASO:

Paciente M.L.S, 67 anos de idade, com colonoscopia de 2006 evidenciando doença diverticular do cólon e pequeno pólipo no cólon transverso (ressecado). Em 2008 apresentou quadro de abdome agudo e submetida a tratamento cirúrgico.

Realizada colonoscopia em 11/2014 , devido alteração do hábito intestinal, com preparo intestinal inadequado. Foi repetido o exame em 12/2014 onde visualizou-se: área de redução parcial da luz do sigmóide, com lesão plana associada, com mucosa rugosa, um pouco enrijecida, endoscopicamente suspeita de neoplásica, padrão glandular indefinido (biópsias). Feita a tatuagem com nanquim adjacente e distalmente à área.

Resultado das biópsias: Fragmentos de mucosa colônica apresentando arquitetura glandular ora normal, ora levemente distorcida, além de infiltrado leucocitário usual. Ausência de sinais de neoplasia. Há apenas áreas de fibrose da lâmina própria em profundidade e de parte da submucosa alcançada nesta amostra.

Conclusão: área de estenose corresponde à linha de anastomose e a lesão plana ao granuloma simulando lesão plana com malignização.

Clique aqui para fazer download do caso.