Highlight do DDW 2019
05/08/2019

Highlight do DDW 2019

Sobedianos discutem sobre os conteúdos abordados na Semana Americana do Aparelho Digestivo 

No dia 05 de agosto, a Sobed-MG realizou mais uma Reunião Científica. Na ocasião, o tema debatido foi: "Highlight do DDW 2019", que teve a abordagem dividida em quatro temas. A endoscopista Dra. Maria das Graças Sanna falou sobre a Doença Inflamatória Intestinal, já o Dr. David de Lima destacou a Inteligência Artificial. O Dr. Vítor Arantes enfatizou a Dissecção Endoscópica de Submucosa, e o Dr. Amaury Teixeira dissertou a respeito da Endoscopia Bariátrica. “O DDW é a Semana Americana do Aparelho Digestivo e ocorreu, de 18 a 21 de maio de 2019, em San Diego, nos Estados Unidos. Cerca de 14 mil pessoas participaram do evento para se ter noção da grandiosidade da iniciativa. Saímos de lá com a certeza de que tudo precisa ser precoce. Estar à frente é sempre um desafio”, afirmou Dra. Maria das Graças Sanna.

De acordo com a especialista, as drogas em terceira fase de pesquisa, o novo receptor para a doença intestinal e a endoscopia descartável chamaram a atenção no evento. “Tivemos dois grandes trabalhos apresentados por brasileiros, além do acesso a um arsenal imenso de altas tecnologias, estudos longitudinais, com pesquisa de displasias, trabalhos com novas propostas de classificação”, disse. Ainda segundo a médica, a inteligência artificial pode tentar aprofundar melhor nas classificações, já que elas possuem papel importante nas decisões terapêuticas. “Precisamos estar atentos na hora de diagnosticar, principalmente, em relação as fístulas. Elas existem, mas, muitas vezes, são assintomáticas”, ressaltou a endoscopista. Para o Dr. David de Lima, o tema da inteligência artificial é novidade para muitos e, inclusive, para ele. “São computares que trabalham com números específicos que substituem o que antes só era feito por humanos. É uma realidade! Ela assiste, mas não lidera a medicina. Na endoscopia, as perspectivas estão ligadas às imagens para identificar lesões e partir dai fazer um diagnostico”, revelou.

Dr. Amaury Teixeira também esteve na DDW e abordou na Reunião Científica um compilado do que considerou importante a respeito da Endoscopia Bariátrica. “ Nos deparamos com diversos tipos de balões e discutimos sobre as terapias bariátricas. No Brasil, mais de 50 por cento das pessoas tem sobrepeso, por isso a importância se discutir a viabilidade de tratamentos terapêuticos para a população. A bariátrica é indicada para pessoas com IMC entre 30 e 40, e as pesquisas mostram que o balão é melhor do que tratamento clínico conservador para a perda de peso”, enfatizou o especialista.

Para o Dr. Vítor Arantes,  os brasileiros possuem uma participação importante no DDW não só como espectadores, mas também como colaboradores ao levarem trabalhos  de extrema importância para discussões na área. Na reuninão, o médico levou dois estudos que considerou mais relevante sobre duas linhas novas de análise da Dissecção Endoscópica de Submucosa.  "Ao longo das minhas presenças na DDW, foi possível observar que os americanos não prestavam muita atenção na dissecção da submucosa. Salas, normalmete, mais vazias com destaque para a participação do público latino e dos japoneses. Entretanto, no congresso de 2019, percebi uma mudaça de interesse americana, já que surgiram estudos norte-americanos para avaliar a dissecção no estômago, por exemplo. De acordo com o especialista, também é importante enfatizar como os japoneses estão à frente nos estudos das técnicas, procurando detalhes bem específicos. " A dissecção hoje não é só empolgação nossa ou japonesa.Todos os continentes estão adotado a técnica ,sobretudo,para esofago e estômago", revelou Dr. Vítor Arantes. 

 

 

 

Av. João Pinheiro, 161 - Centro - CEP: 30.130-180 / Belo Horizonte / Tel: (31) 3247-1600