Desfechos das intervenções na Acalásia Idiopática
Artigo por Dra. Luana G. Tose em 06/02/2017

Residente: Dra. Luana G. Tose

Hospital:Madre Teresa

Preceptores: Dr. Walton Albuquerque

CASO:

Paciente 1 :•M, 68a, acalásia idiopática, grupo III, ECKARDT 7
•09/06: sugerido POEM

Paciente 2 - •M, 60a, acalásia idiopática  grupo III, ECKARDT 9
•Início (10/14): acalásia + dilatação balão – sem melhora
•03/16: acalásia + dilatação balão 30mm – sem melhora
•09/16: estenose péptica + dilatação vela Savarry-Gilliard 11mm – sem melhora

Conclusão:

• Individualizar o tratamento de acordo com:
1.Estado clínico do paciente
2.Grupo (classificação radiológica)
3.Manometria de alta resolução
4.Experiencia da eq. de endoscopia e cirurgia

Clique aqui para fazer download do caso.
Av. João Pinheiro, 161 - Centro - CEP: 30.130-180 / Belo Horizonte / Tel: (31) 3247-1600