Maio 2017 - Gastrostomia endoscópica percutânea em situações especiais
Evento em destaque!
Data de realização: 01/05/2017

Gastrostomia endoscópica percutânea em situações especiais

Distúrbios de deglutição, doença de Alzheimer, acidente vascular cerebral, neoplasias de cabeça, pescoço e esôfago são as principais indicações para a realização do procedimento

No dia 08 de maio, a SOBED-MG realizou a quarta Reunião Científica Mensal do ano de 2017. O encontro foi ministrado pelo Dr. Felipe Alves Retes, que abordou a temática da “”Gastrostomia endoscópica percutânea em situações especiais”. “A proposta da aula foi passar informações sobre a Gastrotomia Endoscópica Percutânea em pacientes em condições especiais que dificultam o procedimento e têm um risco maior de complicação”, revelou o médico.

De acordo com o especialista, a Gastrotomia se baseia na colocação de uma sonda no estomago do paciente para auxilia-lo na alimentação. É criada uma pequena abertura através da pele do abdome superior para o interior do estômago com o auxílio da endoscopia. Através desta abertura, a sonda é inserida e fixada. O procedimento é habitualmente realizado sob sedação e anestesia local e com cobertura antibiótica para minimizar riscos de infecção. “Muitos indivíduos não conseguem deglutir adequadamente, principalmente, pessoas com derrame, demência, alzheimer e tumores de esôfago e de cabeça e pescoço. Sendo assim, a sonda se faz necessária”, enfatizou o Dr. Felipe Alves Retes.

O endoscopista ainda ressaltou que existem contraindicações para os casos de pacientes em fase terminal, com problemas cardiológicos graves ou até em função técnica, quando, por exemplo, algum outro órgão está na frente do estômago ou outras situações que impossibilitam a passagem do endoscópio. “O procedimento, quando bem indicado e quando realizado de forma cuidadosa e correta, é seguro e apresenta bons resultados”, afirmou o Dr. Felipe Alves Retes.

Segundo o médico, não existem grandes novidades na literatura sobre a temática, mas destacou que uma revisão em casos específicos de maior dificuldade técnica é sempre importante. “Todos os casos apresentados após a palestra ilustraram bem as dificuldades encontradas durante o procedimento da Gastrotomia e como maneja-las. Essa discussão é bastante enriquecedora, pois nos ajuda a encontrar melhores soluções para nossos pacientes e, assim, irmos aprimorando nosso conhecimento e técnica”, disse o especialist

Local do evento: CRM - AUDITÓRIO DO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA (CRM) localizado à Rua dos Timbiras, 1200.
Av. João Pinheiro, 161 - Centro - CEP: 30.130-180 / Belo Horizonte / Tel: (31) 3247-1600