Dezembro 2016 - Rastreamento do câncer gastrointestinal
Evento em destaque!
Data de realização: 05/12/2016

Rastreamento do câncer gastrointestinal

Projeto desenvolvido na Amazônia pretende atender mais de mil pessoas carentes

No dia 05 de dezembro, a SOBED-MG encerrou o ciclo de Reuniões Científicas de 2016, por meio de um encontro de confraternização, na Pizzaria Olegário, patrocinado pela Boston Scientific. Na ocasião, o palestrante convidado, Dr. Marcelo Averbach, colonoscopista e cirurgião coloproctologista do Hospital Sírio Libanês, abordou a temática: Rastreamento do câncer gastrointestinal em uma pequena cidade Amazônica. “Fizemos aqui uma exposição sobre um trabalho que desenvolvemos com muito carinho na Amazônia. Trata-se do rastreamento do Câncer Colorretal em uma população de 18 mil pessoas que vive à beira do Rio Tapajós. A ideia foi mostrar a iniciativa e o motivo pelo qual ela é realizada”, explicou o especialista.

De acordo com o médico, que também é doutor em cirurgia pela FMUSP, o projeto tem finalidades assistenciais e didáticas, visto que acadêmicos e residentes sempre são levados para a região. “Nossa proposta é bem investigativa ao coletarmos dados e realizarmos o armazenamento em uma plataforma. Todas essas informações serão muito úteis em um futuro próximo, pois o Câncer Colorretal e Gástrico têm uma prevalência e uma frequência bem maior da que nós imaginávamos”, revelou.

Segundo o colonoscopista, o local escolhido para o estudo é extremamente carente e todos os equipamentos utilizados nos procedimentos, desde uma seringa até um endoscópio, precisam ser levados para a região. Ainda conforme o médico, o público alvo do trabalho são as pessoas assintomáticas entre 50 e 70 anos que vivem no local. Elas são atendidas no hospital municipal da região ou em uma unidade flutuante de endoscopia, que foi montada dentro de um barco pelos responsáveis do projeto. “Fico contente em ver que tudo está andando. O projeto começou em outubro de 2015 e nosso objetivo é que ele seja concluído no final de 2017”, enfatizou.

Desde o início do trabalho até dezembro de 2016, depois da conclusão da 13ª  expedição, 1500 pacientes receberam o atendimento, e três mil exames foram realizados, visto que cada pessoa passa por  dois procedimentos: colonoscopia e endoscopia. “Nossa pretensão é atender mais de dois mil pacientes até o fim de 2017. A meta é que as 2.300 pessoas que possuem entre 50 a 70 anos e vivem na região façam os exames. Minha pretensão, agora, é levar alguém de Minas para participar”, ressaltou. 

Local do evento: Pizzaria Olegário (Av. Olegário Macie1748),
Site do evento: clique aqui
Av. João Pinheiro, 161 - Centro - CEP: 30.130-180 / Belo Horizonte / Tel: (31) 3247-1600